Quem deve realizar teste de esforço antes de iniciar a prática de exercícios físicos?

O teste ergométrico ou teste de esforço é o registro da atividade elétrica do coração durante o esforço físico e recuperação.

O exame permite detectar arritmias desencadeadas pelo esforço físico, isquemia miocárdica (geralmente causada por obstruções das artérias por placas de gordura ou ateromas), comportamento da pressão arterial e frequência cardíaca, sintomas desencadeados pelo esforço físico, aptidão cardiorrespiratória, entre outros achados.

Em relação às doenças cardiovasculares, o teste ergométrico é utilizado para o diagnóstico, avaliação do tratamento ou estimativa de complicações futuras (valor prognóstico). Na grande maioria dos casos, o teste ergométrico é realizado com esteira rolante, no entanto, a bicicleta ergométrica também poderá ser utilizada.

- Esportistas que farão atividade física intensa.
- Atletas profissionais.
- Pessoas que referem sintomas, como dor no peito ou dispneia (falta de ar)
- Pessoas com mais de 60 anos.
- Em pessoas entre 35 e 59 anos de idade, a necessidade de realização do teste de esforço deverá ser avaliada individualmente, sempre levando em contra a presença de fatores de risco, como as dislipidemias (anormalidades do colesterol total e suas frações), tabagismo, hipertensão arterial, diabete melito, história familiar de doença arterial coronariana prematura, obesidade, entre outros.
- Pacientes que farão uma atividade física leve a moderada (caminhadas, por exemplo), com menos de 35 anos de idade e assintomáticos (sem sintomas), o teste ergométrico não precisa ser realizado. Nestes casos bastaria um simples eletrocardiograma de repouso.

Fonte: Diretriz em Cardiologia do Esporte e Exercício.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

Retornar ao Blog

Todo os direitos reservados ao Hospital do Coração.