“Mestre” ou “professor” é como a maioria dos cardiologistas curitibanos se refere ao médico Paulo Franco de Oliveira*, fundador do Hospital do Coração de Curitiba. Ele desempenhou importantes papéis na evolução da Cardiologia paranaense: foi professor na Universidade Federal do Paraná durante quase 40 anos, fez o primeiro cateterismo do Sul do País, inaugurou o primeiro serviço de emergência cardiológica de Curitiba e até trabalhou com Euryclides de Jesus Zerbini, responsável pelo primeiro transplante de coração no Brasil.

Nesta entrevista, Paulo Franco conta um pouco de sua trajetória:

REVISTA VITAL – Quando o sr. começou a lecionar?

Paulo Franco – Comecei a dar aulas em 1955, logo após me formar, e continuei até 1994, de modo que todos os estudantes de Medicina da Universidade Federal do Paraná desse período passaram por mim. Além disso, outras faculdades faziam pós-graduação no Hospital de Clínicas (da universidade) e assim também conheci vários outros alunos.

REVISTA VITAL - Eram raros os cardiologistas em Curitiba, na época?

PF – Quando me formei, em 1954, eram poucos, e os mais conhecidos eram Gastão da Cunha, Arnaldo Moura e Eugênio Lopes. O Dr. Gastão era professor de Clínica Médica e Cardiologia e foi um grande incentivador para mim, convidandome a trabalhar com ele e permanecer em Curitiba. Em 1957, nós criamos o primeiro serviço de cateterismo da cidade, e nesse ano fui o responsável pelo primeiro cataterismo realizado no Sul do Brasil, na Santa Casa de Misericórdia de Curitiba. O paciente era um menino, e nessa ocasião a cirurgia foi feita pelo Gastão. Eu voltei a tratar esse paciente quarenta anos depois, em 1997, fiz um cateterismo novamente, e dessa vez o cirurgião foi o Luiz Fernando Kubrusly, hoje diretor médico do Hospital VITA Batel.

REVISTA VITAL – A Cardiologia já tinha o destaque que tem hoje?

PF – Sim, devido à grande incidência de doenças cardíacas. Na época era a principal causa de óbitos, devido à falta de recursos para tratamento. A doença que mais matava era o infarto do miocárdio, com uma mortalidade de 40%. Não existia UTI e o tratamento era feito em domicílio.

Não fazia diferença trazer o paciente para o hospital, porque havia poucos remédios e não existiam recursos para abrir o tórax e operar o coração. O infarto era tratado com repouso, recomendava-se que o paciente não fizesse o mínimo esforço. Só em 1962 é que se começou a utilizar circulação extracorpórea, o que permitiu abrir o tórax e tratar cirurgicamente os infartos.

REVISTA VITAL - Como surgiu o Hospital do Coração?

PF – Em 1972, eu e alguns alunos criamos a primeira UTI cardiológica de Curitiba no Hospital Santa Cruz, com quatro leitos. Mas um ano e meio depois o hospital foi vendido e nós alugamos uma casa, na rua Cel. Dulcídio. Instalamos quatro leitos e fizemos uma inovação na cidade: criamos um serviço de atendimento cardiológico em domicílio, com duas ambulâncias. Esse serviço foi tão importante, ganhou tanto destaque, que passamos a atender pacientes fora de Curitiba, e até fora do estado, em cidades como Paranaguá, Ponta Grossa, Joinville, Guarapuava, Mafra e outras. O grupo foi crescendo e hoje somos 23 médicos no Hospital do Coração, inclusive o meu filho, Augusto Franco, que também escolheu a Cardiologia.

REVISTA VITAL – Nesses 50 anos, o perfil das doenças coronarianas mudou?

PF – Devido a uma maior prevenção, a incidência das doenças mudou um pouco, pode-se até agradecer à imprensa leiga nesse aspecto, pela divulgação das informações sobre alimentação, tabagismo e atividade física. A prevenção melhorou muito. Antigamente não se tinha idéia do papel do colesterol nos problemas cardíacos e não se sabia nada sobre os malefícios do cigarro (a gente dava aula fumando...).Nos anos 1950, 40% das vítimas de infarto agudo morriam; hoje, com as UTIs, esse número caiu para 15%, ou menos.Agora, em uma hora conseguimos desbloquear uma coronária, tirar o paciente do infarto e ele já quer voltar para casa. Antigamente, o tempo de internação era um mês.

Fonte: Revista VITAL - Publicação da Rede Vita de Hospitais.

Jornalista responsável: João Carlos de Brito.

 *O Dr. Paulo Franco de Oliveira faleceu no dia 10 de Novembro de 2015, aos 86 anos de idade.

Sobre o Hospital do Coração de Curitiba

Quinta, 21 Fevereiro 2013 23:24

O Hospital do Coração de Curitiba em novembro de 2014 completará 40 anos da sua implantação, tendo cumprido as metas estabelecidas pelos seus 7 médicos fundadores. Esse grupo inicial de cardiologistas altamente especializados, em sistema de plantão permanente, com uma UTI (unidade de terapia específica) específica para doenças do coração e entidades afins, contando com ambulâncias equipadas com aparelhagem para diagnóstico, assistência e transporte seguro de pacientes, montaram um serviço pioneiro no Estado do Paraná, reunindo condições para o atendimento de urgências e emergências cardiológicas, em qualquer local da cidade e mesmo fora de Curitiba.

O grupo inicial constituído de médicos oriundos do magistério ou de egressos da residência médica da UFPR (Universidade Federal do Paraná), manteve, desde o seu início, um sistema de acadêmicos estagiários.Desse grupo de acadêmicos, alguns passaram a integrar o quadro clínico do Hospital, atingindo atualmente o total de 23 cardiologistas associados, além de vários contratados para a execução de procedimentos diagnósticos ou terapêuticos mais especializados.

Na década de 90 as instalações do Hospital na casa adaptada na rua Coronel Dulcídio tornaram-se insuficientes para manter a qualidade de atendimento que o grupo de médicos se propunha a prestar.Atendendo ao convite da tradicional instituição Clínica de Fraturas e Ortopedia XV, que pretendia transformar-se em um Hospital de Emergências Ortopédicas, Neurológicas e Cardiológicas, assumiu o Hospital do Coração de Curitiba a área cardiovascular do pretendido complexo hospitalar.

No período de 13 anos foram alcançadas as pretendidas e necessárias expansão física e funcional: número de leitos da UTI, atendimentos ambulatoriais, exames complementares, inclusive com a instalação de Hemodinâmica e Angiografia Digital que passou a possibilitar métodos diagnósticos mais completos e procedimentos terapêuticos através de cateter nas doenças coronárias, valvulares e vasculares (angioplastias, implante de endopróteses, embolizações, eletrofisiologia, ablação de arritmias, entre outros).

Ao fim desse período, ao completar o Hospital do Coração de Curitiba 35 anos de existência e, não tendo sido cumprida a promessa de um Hospital de Emergências XV, foi aceito o convite para uma nova parceria, então com o Grupo Hospitalar Vita. A partir de junho de 2009 o Hospital do Coração de Curitiba passou a ser responsável por todo atendimento cardiológico dos pacientes do Hospital Vita Batel (Hospital do Coração Vita Batel), execução de todos os exames complementares em cardiologia, atendimento dos pacientes da Unidade de Terapia Intensiva e pacientes em consultórios de cardiologistas anexos ao Hospital. A entrada no Hospital do Coração Vita Batel é realizada pela rua Alferes Ângelo Sampaio, número 1896. 

Fica satisfeita a expectativa inicial dos fundadores e demais cardiologistas agregados do Hospital do Coração de Curitiba. A nova parceria proporciona área física suficiente, corpo clínico e suporte administrativo capacitados, além de já ter a instituição um serviço de Hemodinâmica e Angiografia Digital com os mesmos médicos operadores anteriormente ligados ao Hospital do Coração de Curitiba. Conseguimos com a nova parceria passar da casa adaptada na então "bucólica" rua Coronel Dulcídio para uma instituição hospitalar que reúne condições de promover a prevenção primária, completar toda investigação clínica e executar os procedimentos terapêuticos com, sobretudo, ética, e, quando realmente necessários.

Com a finalidade de manter o segmento aos clientes do Hospital do Coração de Curitiba, residentes no Bairro Alto e arredores podem ser atendidos no Hospital do Coração Vita Curitiba, localizado dentro do Hospital Vita Curitiba, com consultórios, Teste Ergométrico, Ecocardiograma, Ecodoppler Vascular, MAPA, MRPA, Holter e ECG (eletrocardiograma). O Hospital do Coração Vita Curitiba atende no seguinte endereço: Rodovia BR 116, Km 396, número 4021 (Bairro Alto) - acesso através da Medicina Diagnóstica  (telefone 3021-3344).

 

Exames online

Ecocardiograma

Avaliação da estrutura e função do coração através de ondas de ultrassom.

AGENDE ESTE EXAME

Ecodoppler Vascular - Artérias Renais

Avaliação das artérias renais através de ondas de ultrassom.Indicado para detectar estreitamentos por placas de gordura (ateromas) ou malformações.

AGENDE ESTE EXAME

Eletrocardiograma

Registro da atividade elétrica do coração em estado de repouso.

AGENDE ESTE EXAME

Holter (Eletrocardiografia Dinâmica)

Registro da atividade elétrica do coração por um período de 24 horas.

AGENDE ESTE EXAME

Ecodoppler Vascular - Artérias Carótidas e Vertebrais

Avaliação das artérias do pescoço através de ondas de ultrassom.Estima o risco cardíaco e detecta a presença de placas de gordura (ateromas).

AGENDE ESTE EXAME

Ecodoppler Vascular - Veias dos Membros Inferiores

Avaliação das veias dos membros inferiores através de ondas de ultrassom.Indicado para o diagnóstico de varizes e trombose venosa.

AGENDE ESTE EXAME

Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA)

Registro automático da pressão arterial durante um período de 24 horas.

AGENDE ESTE EXAME

Monitorização Residencial da Pressão Arterial (MRPA)

Registro da pressão arterial realizado pelo próprio paciente ou por outra pessoa treinada por um período mínimo de 4 dias, em casa ou no local de trabalho.

AGENDE ESTE EXAME

Ecodoppler Vascular - Artérias dos Membros Inferiores

Avaliação das artérias dos membros inferiores através de ondas de ultrassom.Indicado para detectar estreitamentos por placas de gordura (ateromas).

AGENDE ESTE EXAME

Ecodoppler Vascular - Outras modalidades

Avaliação de vasos sanguíneos (veias ou artérias) através de ondas de ultrassom.

AGENDE ESTE EXAME

Teste Ergométrico (Teste de Esforço)

Avalia o comportamento de variáveis cardiovasculares (atividade elétrica do coração, pressão arterial, entre outras) e sintomas durante um esforço progressivo.

AGENDE ESTE EXAME

Tilt Teste (Teste de Inclinação)

Avalia o comportamento do ritmo cardíaco e pressão arterial em resposta a variações da postura corporal.Indicado para o diagnóstico de síncope neuromediada, uma forma comum de desmaio.

AGENDE ESTE EXAME

  • Unidade 1
  • Unidade 2
  • Hemodinâmica

HCVT
Hospital do Coração Vita Batel
R. Alferes Ângelo Sampaio, 1896
Batel - Curitiba PR

Telefone: +55 41 3021-3344

CONHEÇA ESTA UNIDADE

HCVC
Hospital do Coração Vita Curitiba
Rodovia BR 116, Km 396, nº 40213
Bairro Alto - Curitiba PR

Telefone: +55 41 3315-1935

CONHEÇA ESTA UNIDADE

HCVC
Serviço de Hemodinâmica
R. Alferes Ângelo Sampaio, 1896
Batel - Curitiba PR

Telefone: +55 41 3021-3344

CONHEÇA ESTE SERVIÇO